Como é abrir uma empresa no Brasil?

Tempo de leitura: 5 minutos

O brasileiro é conhecido por sua grande criatividade e espírito empreendedor. Isso faz com que milhões de pessoas sonhem com o próprio negócio todos os dias. Há também quem pense em formalizar uma sociedade já constituída, mas que não foi registrada.

Para todas essas situações, é preciso entender por A + B como é abrir uma empresa no Brasil. E como alguns já devem saber, esse é um processo que não é simples, exigindo grande organização e disponibilidade financeira por parte de quem pensa em tomar frente dessa empreitada.

No post de hoje, vamos tratar de todas essas etapas, dando destaque para os trâmites legais a serem cumpridos, para a documentação que deve ser reunida e para necessidade de se contar com um serviço de contabilidade. Não deixe de conferir!

Saiba quanto custa abrir uma empresa

Segundo levantamento da Firjan, o preço médio para se abrir uma empresa no Brasil gira em torno de R$ 2.500,00. Esse valor envolve apenas a cobrança de taxas e encargos cartoriais, podendo variar em mais de 200%. Tanta diferença se deve ao fato de que compete a cada município estabelecer as alíquotas que incidem sob o processo de escrituração das empresas.

Além do referido valor para registro da empresa, ainda temos os chamados gastos indiretos, que são os custos ligados a aluguel, reforma de imóveis, serviços de contabilidade e afins. Esses investimentos são feitos antes mesmo da empresa entrar em operação e por isso podem ser classificados como despesas para abrir o negócio.

Em se tratando dessa fase de preparação para registro da empresa, é muito importante se certificar de que no ponto comercial onde a empresa funcionará pode abrigar sua empresa pela legislação vigente no município. Isso porque os planos de zoneamento municipais podem impedir que determinadas atividades sejam exercidas em algumas regiões da cidade.

Durante  processo de registro, a vigilância sanitária e os bombeiros se certificarão de que o local escolhido é apropriado para a atividade exercida em seu empreendimento. Somente depois de confirmar tal condição é que o alvará de funcionamento poderá ser expedido.

Conheça a documentação necessária

Conheça, agora, toda a documentação necessária para abrir uma empresa.

1. Contrato Social

O contrato social de uma empresa serve ao objetivo de definir qual a participação de cada sócio da constituição do capital social da organização. Deve também haver uma clara especificação sobre quais são as atividades da empresa e seu regime tributário, além de se detalhar qual à participação dos sócios nos lucros auferidos.

Feito isso, é preciso verificar se o nome e objeto social da empresa podem ser utilizados (consulta a ser feita na junta comercial) para reconhecimento do contrato em cartório cartório. Esse trâmite deve se dar mediante a assinatura de um advogado.

2. Registro na Junta Comercial

Celebrado o contrato social, você deve levá-lo à Junta Comercial juntamente com os seus documentos pessoais e os dos demais sócios. Somente depois de efetuado esse registro é que sua empresa existirá oficialmente.

Ao mesmo tempo, isso não significa que seu empreendimento poderá começar a operar. Ainda é preciso emitir o CNPJ, que poderá ser consultado no site da Receita Federal mediante apresentação do  NIRE – Número de Identificação de Registro de Empresa emitido depois de efetuado o registro na Junta Comercial. Além disso, ainda é preciso obter o alvará de funcionamento, etapa a ser apresentada à seguir.

3. Alvará de funcionamento

Fica a cargo das prefeituras a emissão dos alvarás de funcionamento. Essa é à autorização que resta para que você possa, definitivamente, abrir as portas de seu negócio. E para obter essa licença, você precisa apresentar ao órgão competente da prefeitura que na localidade onde sua empresa estará sediada, é permitido realizar suas atividades.

No início deste artigo, fizemos menção a necessidade de antecipadamente verificar se o plano de zoneamento municipal permite que a empresa exerça sua atividade fim na localidade onde está sediado o ponto comercial. Conferir essa questão de forma antecipada evita atrasos e o constrangimento de escolher uma novo alocação depois de ter todo o processo de registro de formalização de sua empresa bem encaminhado.

Conte sempre com um contador

Abrir uma empresa sem o auxílio de um serviço de contabilidade é algo pouco ou nada recomendado. Para não dizer impossível. Para organização de toda a parte escritural da empresa, somente um contador poderá lhe auxiliar de forma adequada. Além disso, temos a escolha pelo melhor regime de tributação para sua empresa se enquadrar.

Uma escolha equivocada nesse sentido pode fazer com que você e seus demais sócios paguem mais impostos do que deveriam . Convenhamos que não seria nada bom começar um novo empreendimento dessa forma não é mesmo?

Isso para não falarmos de todas as etapas da regularização, que como você mesmo pôde ver é um processo cercado de detalhes. Para quem precisa que tudo seja feito de forma assertiva e um tempo razoável, somente com um contador..

Com o post de hoje, esperamos ter trazidos os melhores esclarecimentos sobre todas as etapas que envolvem a abertura de uma empresa. Como pode-se perceber, esse é um processo que exige grande organicidade e ajuda de um bom serviço de contabilidade para que tudo seja feito em conformidade com a lei e com os interesses da sociedade em formação.

Não se esqueça também que não basta formalizar seu novo negócio, é preciso se certificar de que a ideia que todo o projeto que motivou o empreendimento seja viável economicamente e consiga se sustentar por longos anos. É preciso ter em vista às altas taxas de mortalidade das empresas no país, que em sua maioria conseguem se manter até o 5° anos.

Alguma dúvida sobre tudo o que foi tratado no artigo de hoje? Se sim, registre sua pergunta nos comentários! Será um grande prazer continuar lhe auxiliando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *