Escritórios de Contabilidade: a salvação da burocracia para sua empresa de importação

Tempo de leitura: 6 minutos

Empresas que pretendem evoluir ou que já deram um passo rumo ao Comércio exterior podem precisar de serviços contábeis específicos. No caso de abertura de empresas para importação ou exportação, há uma legislação especifica. Para além da abertura de empresas com o fim de realizar Comércio exterior há tarifas especificas que precisam ser observadas de maneira atenta.

Os escritórios de Contabilidade para importadoras têm como intuito principal o cuidado com a área fiscal. Consequentemente , quando a área fiscal de uma empresa tem a tramitação de documentação em dia, não há comprometimento no Desembaraço Aduaneiro das mercadorias, a comodidade de que alguém cuide da obtenção do RADAR/Siscomex, a emissão de notas fiscais, assim como de todas as questões tarifárias e burocráticas quanto a números e valores de sua empresa.

Escritórios de Contabilidade podem lhe ajudar economizar na importação

Os escritórios de Contabilidade para Importadoras têm como missão, facilitar em inúmeras tarefas e funções em uma empresa. Uma delas, e uma das principais é a de encontrar caminhos e soluções para uma economia nos gastos, de maneira considerável e economizar importando é uma delas.

Alguns escritórios de Contabilidade para importadoras avaliam de acordo com uma série de fatores, qual o regime tributário mais adequado para cada empresa. Após a avaliação e o conhecimento do ramo da empresa, do perfil de seus fornecedores e clientes é possível considerar entre as três opções tributárias existentes em nosso país: Simples Nacional, Lucro presumido e Lucro Real.

Recursos contábeis para Importadoras

Atualmente há uma gama de recursos tecnológicos que permitem a assistência rêmora para Importadoras de qualquer porte. Mas, uma das mais tradicionais continua sendo o Escritório de Contabilidade, pois os Contadores estão acessíveis para sanar inúmeras dúvidas no processo de comércio exterior.

A legislação tributária quanto à importação obedecem regras tanto locais, quanto aquelas dos seus países de origem. Relatórios contábeis são algo que são usados para a classificação da empresa quanto à algumas regras do processo de importação ou de exportação. Geralmente o mais utilizado é o Demonstrativo do Fluxo de Caixa, obrigatório para empresas com patrimônio liquido superior a 2 milhões de reais ou de Capital Aberto.

Outros recursos contábeis são os relatórios da própria empresa, a emissão de nota fiscal ou outra documentação referente à movimentação financeira da empresa. Toda a documentação precisa estar de maneira detalhada na mão dos profissionais de Contabilidade, para que os próximos processos não sejam interrompidos.

Abertura de empresa de importação e exportação

O primeiro passo a ser tomado pela equipe de Contabilidade da sua empresa é a formalização do Contrato Social da empresa. Logo após será necessário o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), é nessa parte do processo de importação que estará descrito que o objetivo de sua empresa é o de importar mercadorias.

Para aqueles que abriram ou em breve vão abrir uma empresa de importação, é importante que a coloquem no Radar Siscomex. Esse registro funciona como Sistema Integrado de Comércio Exterior. Ao incluir sua empresa no Siscomex, ela estará automaticamente no RADAR (Registro da Atuação dos Intervenientes Aduaneiros). Esse documento de responsabilidade da Receita Federal, deverá ser requerido somente após o registro no CNPJ.

Radar/ Siscomex

Na verdade a habilitação no Radar Siscomex é uma das exigências da Receita Federal do território nacional do Brasil, das empresas e das pessoas que desejam importar ou exportar mercadorias. O registro será realizado no RADAR (Registro e Rastreamento da Atuação dos Intervenientes Aduaneiros). O modelo descrito está na IN 1.603/15.

O RADAR não tem apenas a função de controlar os importadores e exportadores ao redor do país. Mas, o objetivo dos órgãos institucionais é unificar as informações do comércio exterior e podem monitorar e avaliar o comportamento e limite de atuação desses importadores e exportadores.

Mas, há uma situação prática para a unificação do sistema de informações acerca das importações e exportações, e é representado pelo poder de combater a fraude ao fisco, ou que estejam praticando contrabando ou para evitar alguma espécie de descaminho.

Infelizmente não há maneira de realizar a importação sem o cadastro no RADAR, pois assim não há condições de gerar um número no SISCOMEX. Sem ambos os registros não há condições para que se possa iniciar o processo aduaneiro de importação ou de exportação.

Há algumas empresas ou pessoas que contratam trading, que importam mercadorias em nome de outras pessoas ou empresas. Mesmo que o lucro seja apenas simulado. A engenhosa operação é considerada ilegal, pois faz com que o importador permaneça oculto e interpõe de maneira fraudulenta de terceiros, pois menos cedo ou menos tarde a Receita Federal vai identificar a sua fraude.

Modalidades do Radar/Siscomex

O Radar Pessoa Física é concedido para importações próprias, que não caracterizam trocas comerciais. O Radar Expresso é o mais indicado para quem está começando, pois não nenhuma exigência de documentação a ser apresentada. Mas, o limite estipulado é de U$$ 50 mil dólares/semestre importação e ilimitado na Exportação.

Há ainda o Radar Limitado permite ao interessado importar até 150 mil dólares por semestre. E o Radar Ilimitado, como o próprio nome diz não impõe limite às taxas de importação. Mas, é permitido apenas à empresas que possuem capacidade econômica comprovada e que possuam habito de prática do comércio exterior.

Abertura de empresa de comércio exterior

A abertura de empresa de comércio exterior passa por inúmeras burocracias em que os profissionais da Contabilidade e os recursos contábeis auxiliam na organização dos processos legais.

Os processos necessários para a abertura de empresa de comércio exterior são os registros na Junta Comercial, na Secretária da Receita Federal, na Prefeitura Municipal; para a obtenção do Alvará de Funcionamento, enquadramento na entidade patronal sindical; que tem como objetivo recolher a contribuição patronal sindical, cadastramento na Caixa Econômica Federal no sistema Conectividade Social – INSS/FGTS e o Registro no Corpo de Bombeiros; que atesta as condições de segurança da sua empresa e lhe concede o Habite-se da Prefeitura.

Todas as burocracias, cálculos e a consultoria para a documentação e todos os passos para as empresas de importação e exportação no Brasil, podem ser melhor elucidados por escritórios de Contabilidade. O comércio exterior e suas regras, não precisam ser um empecilho para o crescimento do seu negócio e da sua empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *