Quanto custa um funcionário para minha empresa?

Tempo de leitura: 4 minutos

Você sabe quanto custa um funcionário para a sua empresa? Um grande erro cometido pelos empresários é avaliar as despesas com os seus funcionários apenas com base nos salários – sem considerar todos os outros custos que estão envolvidos na contratação.

Antes mesmo de contratar um funcionário já é preciso encarar despesas com recrutamento e seleção de profissionais. Após realizada a contratação, surgem os gastos com capacitação, treinamento e as despesas mensais com salários e encargos.

É justamente quando analisamos esses encargos que os custos realmente aparecem. São muitos os encargos que estão envolvidos no pagamento do salário a um funcionário – chegando a elevar os gastos mensais em mais de 65%.

Para que você tenha mais consciência sobre os gastos mensais da sua empresa, veremos neste artigo quanto custa um funcionário para a sua empresa. Confira.

Como avaliar quanto custa um funcionário?

Para avaliar quanto custa um funcionário é necessário analisar todas as despesas que surgem no momento em que uma empresa decide fazer a contratação. Muito mais do que o valor do salário, são vários os custos que estão direta ou indiretamente relacionados.

Mesmo considerando as diferentes formas de contratação de funcionários e todas as alterações promovidas com as reformas trabalhistas, é possível destacar quais são os principais despesas que ajudam a entender quanto custa um funcionário para a sua empresa:

Recrutamento

Os gastos começam antes mesmo que o funcionário esteja trabalhando para a sua empresa. Desde o momento da divulgação de uma nova vaga já iniciam as despesas desse novo funcionário – que incluem todo o processo de recrutamento e seleção do candidato.

Capacitação e treinamento

Depois de contratado, o funcionário precisa passar por um período de treinamento e capacitações, certo? Em muitas empresas, esses são gastos recorrentes ao longo dos anos – representando mais despesas.

Salário

Ao analisar quanto custa um funcionário para a empresa, o salário é o principal valor considerado, não é? Mesmo com todos os outros gastos que estão relacionados ao salário pago, esse continua sendo o maior custo de um funcionário para a organização.

Benefícios e encargos

São nos benefícios e encargos que está o grande segredo para analisar quanto custa um funcionário para uma empresa. Entre essas despesas estão INSS, FGTS, férias, 13º salário, vale-transporte, entre outros benefícios e encargos.

Outros custos

Podem existir diversos outros custos que variam entre uma empresa e outra. Um ótimo exemplo disso é o custo com o uniforme de um funcionário que precisa ser renovado com uma certa regularidade.

Entenda como fica o trabalho terceirizado na nova CLT 2017 neste artigo!

Análise dos custos de um funcionário

Apesar de todos os custos que acabamos de ver, grande parte das despesas relacionadas ao funcionário estão concentradas no salário e nos encargos. Além disso, são justamente esses os gastos mais difíceis de serem identificados pelos empresários.

Para ajudá-lo a conseguir calcular exatamente quanto custa um funcionário para a sua empresa, vamos compreender os custos que estão envolvidos nos diferentes regimes tributários.

Empresas optantes pelo Lucro Real ou Lucro Presumido

Veja quais são os principais encargos que incidem sobre o salário de um funcionário de empresas optantes pelo Lucro Real ou Lucro Presumido:

  • Férias: 11,11%
  • 13º salário: 8,33%
  • INSS: 20%
  • Seguro acidente de trabalho (SAT): 3%
  • Salário educação: 2,5%
  • Incra / SENAI / SESI / SEBRAE: 3,3%
  • FGTS: 8%
  • FGTS/Provisão de multa para rescisão: 4%
  • Previdenciário sobre 13º/Férias/DSR: 7,93%
  • Total: 68,18%

Isso significa que um funcionário que possui o salário de R$2.000,00 pode representar um custo aproximado de R$3.360 para a empresa – além dos gastos com Vale Transporte e Vale Refeição.

Empresas optantes pelo Simples Nacional

Já as empresas optantes pelo Simples Nacional estão isentas de recolherem alguns tributos e encargos. Por essa razão, os custos de manter um funcionário também são menores:

  • Férias: 11,11%
  • 13º salário: 8,33%
  • FGTS: 8%
  • FGTS/Provisão de multa para rescisão: 4%
  • Previdenciário sobre 13º/Férias/DSR: 7,93%
  • Total: 39,37%

Isso significa que um mesmo funcionário que possui um salário de R$2.000,00 pode representar um custo aproximado de R$2.788,00 para uma empresa do Simples Nacional – além dos gastos com Vale Transporte e Vale Refeição.

Você gostou das dicas para identificar quanto custa um funcionário para a sua empresa? Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Deixe o seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *